Assassin's Creed é um jogo comunista

Assassin's Creed: Syndicate é um jogo de doutrinação comunista, que faz lavagem cerebral nos jovens e é ferramenta ideológica da esquerda. É o que acha Rodrigo Constantino, ex-colunista da revista Veja.


A série Assassin's Creed é famosa por inserir personagens históricos na trama do jogo. Já passaram pela obra da francesa Ubisoft Rodrigo Bórgia, Nicolau Maquiavel, Leonardo Da Vinci, Charles Lee, Barba Negra, Claudia Auditore da Firenze, George Washington e muitos outros integrantes da história mundial. De maneira geral, o jogo nunca foi criticado em razão de seus personagens.

O novo game da série, "Syndicate", é ambientado no século XIX em plena Revolução Industrial e conta com novos personagens históricos como Alexander Graham Bell, Charles Darwin, Rainha Victoria, Charles Dickens, Florence Nightingale, Duleep Singh e Karl Marx.

Qual o crime que a Ubisoft cometeu para despertar a ira de Rodrigo Constantino e outras pessoas no Brasil (e aparentemente somente aqui)? Mostrar Karl Marx.



Karl Marx é um personagem histórico. Ele existiu, por mais que muitos não gostem dele. Suas teorias sobre economia, sociedade e política em plena Segunda Revolução Industrial tornaram-se populares e foram ferramentas para lutar pelos direitos dos trabalhadores em uma época que a exploração dos empregados era terrível (foi muito bem retratado por Dickens, outro personagem histórico que está no jogo).

Foi assim que a Ubisoft retratou Marx, como personagem indignado com a exploração do trabalhador, com a concentração de renda e desigualdade. A Ubisoft não inventou. Esse Marx existiu e não tem como apagá-lo da história da humanidade.

Crianças trabalhavam na industria por 12 horas seguidas. Menos que as 16 horas trabalhadas por um adulto. Tudo em condições insalubres e com salários baixíssimos. Você acha Marx terrível por ficar indignado por isso?
Mas e Stalin. Mao e Castro? Josef Stalin, Mao Tsé-Tung e Fidel Castro implementaram ditaduras de terror, com torturas, assassinatos institucionalizados, perseguições políticas e violações de direitos humanos como nunca se viu. Mas isso nada tem a ver com Marx, que nem mesmo coexistiu com esses ditadores (Marx morreu em 1883).

Karl Marx nunca falou em instalar um Reino de Terror, uma ditadura homicida, torturadora, perseguidora e corrupta cujo objetivo era gerar benefícios para poucos às custas do trabalho da sociedade. As teorias (não cabe discutir aqui se são boas ou ruins) de Karl Max justamente eram opostas ao interesse pessoal, ao lucro privado, mas sim ao interesse coletivo. O comunismo proposto por Marx visava chegar ao ponto que o ser humano viveria sem necessidade do Estado e governos, viveria para o bem comum e em harmonia. Culpar Marx pelo terror das ditaduras stalinista, maoísta, castrista e tantas outras é o mesmo que culpar Jesus pelo terror aplicado pelo Igreja medieval.



Assassin's Creed: Syndicate mostra mais um personagem da história mundial. Sem polêmicas. Chega-se a conclusão que a tal doutrinação feita pelo jogo nada mais é que uma paranoia e Rodrigo Constantino tem uma longa ficha de declarações absurdas, que fizeram até Miriam Leitão falar que Constantino emburrece o país.

Opinião fundamentalista de Constantino
Alguns exemplos de declarações lamentáveis que faz qualquer um ficar com vergonha alheia são:
- O Estatuto do Idoso seria um golpe comunista de Lula [1].
- A Amazônia deveria ser privatizada e entregue para os grupos Votorantim, Suzano, Aracruz e Klabin [2].
- Defende o livre mercado de órgãos humanos [3].
- Constantino diz que os "esquerdistas" defendem a pedofilia ao comentar um hoax de internet [4].
- O logo da Copa 2014 seria uma propaganda comunista. Tal afirmação chegou a ser ridicularizada por jornalista do LA Times [5].
- Defende a divisão do Brasil, expulsando o norte e nordeste [6].
- Afirma que o Nobel de economia Paul Krugman está errado e a desigualdade social não seria um problema, mesmo sem mostrar qualquer estudo [7].

Em resumo, não se deve levar Rodrigo Constantino a sério. que vê comunismo e conspirações de esquerda até no banheiro. Pessoas como Constantino só devem receber atenção para deixar claro que esse fanatismo ideológico é vergonhoso, vergonhoso principalmente para a direita e para quem defende o liberalismo econômico, pois pode ter seus ideais esvaziados por culpa do radicalismo.

Assassin's Creed continuará sendo jogado por quem gosta de um bom jogo e por até quem não gosta de Marx, pois qualquer ser racional sabe que mesmo não gostando de suas teorias ele faz parte da história da humanidade e só um paspalho completo quer apagar a história, negando o conhecimento. 


0 comentários: